fbpx

Lições valiosas do Cinema Brasileiro para o seu negócio

cinema brasileiro

Lições valiosas do Cinema Brasileiro para o seu negócio


Hoje, dia 05 de novembro, é comemorado o dia do cinema brasileiro. Apesar das produções estrangeiras, principalmente as americanas, serem as preferidas de muitas pessoas, existem muitas opções excelentes em terras tupiniquins. Sendo assim, trouxemos 5 filmes nacionais bastante conhecidos que ensinam lições importantes em suas histórias para celebrar a data. Então, preparem a pipoca e vamos lá!

Poder de Negociação: O auto da compadecida (2000)

Quem não se lembra da saga dos nordestinos João Grilo, vivido pelo ator Matheus Nachtergale e Chicó, interpretado por Selton Mello? A dupla de trambiqueiros sobrevivia de bicos e pequenos golpes no sertão da Paraíba e acabaram se envolvendo com um perigoso cangaceiro.

João Grilo é um homem muito esperto, mas também um grande mentiroso, enquanto Chicó é um completo covarde. Contudo, juntos, eles se complementam, o que nos mostra que é importante ter equipes diversificadas. Dessa forma, cada um contribui com o que tem de melhor.

Mas o ponto principal que queremos destacar é o poder de negociação de João Grilo. Em diversos momentos da trama ele usa de argumentos bastante eficazes para sustentar seus planos. Com isso, ele nos ensina a importância de entender o cenário e usar a comunicação certa para cada situação. Logo, argumente como ele, mas seja honesto com seus clientes!

Importância da Empatia: Se eu fosse você (2006)

Na comédia de sucesso do cinema brasileiro protagonizada por Glória Pires e Tony Ramos, o casal Cláudio e Helena vivem uma fase não muito boa no casamento. Algo de sobrenatural acontece e eles trocam de corpo um com o outro, sendo obrigados a passarem dias vivendo outra vida.

Portanto, a grande lição do filme é sobre a importância de empatia na convivência entre as pessoas. Afinal, foi depois de terem a experiência de ser outra pessoa que ambos notaram as dificuldades enfrentadas no cotidiano.

Levando para o seu negócio, coloque-se no lugar dos seus clientes, funcionários e fornecedores. Isso ajuda a encontrar soluções que atendam melhor todos os lados e melhorar as relações interpessoais.

Espírito Empreendedor: De pernas pro ar (2010)

O filme conta a história de Alice que perde o marido e o emprego e se junta à amiga Marcela em uma loja de produtos eróticos. Depois de experimentar e aprender mais sobre os produtos, ela encara a jornada de reerguer o negócio usando a boa e velha tática do “porta a porta”.

Do ponto de vista empresarial, duas coisas precisam ser destacadas. A primeira é que o conhecimento profundo sobre aquilo que a sua empresa oferece é fundamental. É isso que faz com que você acredite e passe credibilidade e confiança aos clientes.

O segundo é que negócios à beira da falência podem ser salvos, mas, para isso, precisam contar com algo de novo. No caso do filme, a chegada de Alice à loja trouxe novas ideias e novas formas de divulgação e distribuição dos artefatos. Ou seja, é o cinema brasileiro nos mostrando que uma mudança de perspectiva pode fazer muita diferença.

Equilíbrio entre o pessoal e o profissional: De pernas pro ar 2

Na continuação do filme, Alice volta a ser uma empresária de sucesso, mas também volta a enfrentar problemas em seu casamento por causa do seu vício pelo trabalho. Ela sofre um colapso e precisa ser internada em um clínica de recuperação. Ao mesmo tempo, o negócio está em plena expansão, prestes a abrir a primeira loja no exterior.

O ponto que queremos destacar desse filme é a importância de saber equilibrar a vida pessoal com a profissional. Quando nos dedicamos demais a uma a outra acaba sendo prejudicada. É pertinente lembrar que a família é uma importante base quando passamos por momentos difíceis. Por isso, ela merece atenção e cuidado.

O que não quer dizer que o trabalho deva estar sempre em segundo lugar. É preciso encontrar um meio-termo, no qual ambos tenham seu lugar. Impor alguns limites de de horários pode ser um bom começo.

Como encarar desafios: Central do Brasil (1998)

E para quem pensou que teriam apenas comédias, nosso último representante do cinema brasileiro é o único indicado ao Oscar de melhor atriz, para Fernanda Montenegro. O filme Central do Brasil emocionou muitas pessoas com a história da ex-professora Dora e o pequeno Josué. Dora ganha a vida escrevendo cartas para pessoas analfabetas em uma estação de trem. Amargurada pela vida, ela sequer postava todas elas.

A vida dela muda quando decide ajudar Josué, que acaba de ficar órfão, a encontrar seu pai desconhecido no interior do nordeste. Além de bastante comovente,  história mostra a capacidade de transformação do ser humano. Nele a personagem principal aceita ajudar o menino a contragosto, mas no decorrer do tempo acaba se afeiçoando a ele.

O que podemos aprender com isso é que muitas vezes rejeitamos desafios que poderiam nos tornar pessoas e profissionais melhores. Portanto, é melhor encarar os obstáculos e crescer do que seguir no marasmo de sempre.

Como vimos o cinema brasileiro tem muito a nos ensinar. Basta que a gente assista aos filmes nacionais com um outro olhar. Se você ainda não assistiu a algum desses, separe um tempinho e veja. Se já conhece todos, reveja, prestando atenção aos pontos que destacamos e aproveite a oportunidade para aprender um pouco mais.

Gostou do post? Sentiu falta de algum filme? Conte para a gente nos comentários!