fbpx

Black Friday: 9 erros que você deve evitar ao criar promoções!

black friday

Black Friday: 9 erros que você deve evitar ao criar promoções!


O Black Friday acontece em alguns dias e consumidores e lojistas já estão na expectativa. Não é para menos, afinal o faturamento do comércio eletrônico em 2017 foi de mais de R$ 2,5 bilhões e as lojas físicas tiveram crescimento de mais de 8%. Contudo, para aproveitar todas as vantagens dessa data é preciso fazer da forma certa. A falta de cuidado e atenção podem gerar consequências graves para o negócio.

Diante disso, preparamos esse conteúdo que reúne os 9 erros mais comuns cometidos pelas empresas. Vamos falar sobre as consequências que eles causam e como fazer para evitá-los. Então, preste bastante atenção e aproveite nossas dicas!

1. Não planejar a Black Friday com antecedência

Apesar de estarmos há menos de um mês da 2ª maior data do varejo, muita gente ainda não pensou no que vai fazer. A boa notícia é que ainda dá tempo, porém será preciso se apressar. O principal problema da falta de planejamento é que muitas questões podem ficar comprometidas, tais como:

  • validação do estoque;
  • verificação das margens de cada produto;
  • estimativa correta do volume de vendas;
  • divulgação das promoções;
  • entre outros.

Imagine o prejuízo de oferecer um desconto acima da margem ou vender mais produtos do que têm em estoque? Além dos transtornos com os clientes, isso ainda poderia gerar prejuízos incalculáveis. Sendo assim, é importante planejar toda a ação para garantir ofertas sustentáveis e eficientes. Pensando com cuidado em cada item, as chances de sucesso são muito maiores.

2. Criar promoções sem aproveitar a data

Esse é o tipo de situação em que o lojista sequer percebe o que está havendo. A Black Friday é um evento que carrega consigo um significado muito forte. O público já conhece e anseia por ela. Dessa forma, criar promoções que não sejam direcionadas para ela é desperdiçar uma grande chance de aumentar seus resultados.

Logo, se você pretende oferecer algum desconto nas proximidades da data, aproveite para fazer nela. Até porque os consumidores já estarão pré-dispostos a isso.

3. Fazer campanhas de última hora

Deixar as campanhas para a véspera é um dos piores erros que sua empresa pode cometer. Por isso, é importante aquecer os clientes antes da  divulgação definitiva dos descontos. Desse modo, é gerada uma expectativa que deixa as pessoas mais motivadas e ansiosas pela data.

4. Aumentar os preços às vésperas da data

Essa é uma prática que já ganhou até um apelido: Black Fraude. Nos primeiros anos, com o intuito de enganar os consumidores, algumas empresas mentiam sobre o valor original dos produtos de forma a simular um desconto que na verdade não existia. Rapidamente o público percebeu e uma nova estratégia foi adotada. Os preços eram aumentados faltando poucos dias para a Black Friday, assim, no dia, o desconto poderia ser comprovado.

O grande problema desse tipo de tática é que ela demonstra o nível de desonestidade da loja. Com isso, os consumidores passaram a desacreditar nelas e na integridade da data. Por outro lado, agora eles estão mais espertos e já monitoram os preços dos produtos por meses. Então, não mais tão fácil enganá-los.

Todavia, essa atitude deve ser evitada não por causa das chances de descoberta, mas por uma questão de caráter e honestidade. Esses valores são cada vez mais fundamentais para os clientes.

5. Mudar os preços durante a Black Friday

Esse é um erro clássico e igualmente péssimo. Se você começar o dia oferecendo um desconto de 40%, termine o dia com ele. Portanto, não importa se o volume de vendas está abaixo do esperado, mantenha a sua palavra. Por mais que aumentar o desconto pareça uma vantagem, você deve pensar nos clientes que compraram com o desconto anterior.

A quebra de confiança provocada por atitudes assim geram uma insatisfação tão grande que a pessoa fará questão de falar mal da sua empresa para todos os seus conhecidos. Você deve imaginar a proporção que isso pode ganhar, não é mesmo?

6. Não planejar o estoque corretamente

O planejamento prévio ajuda bastante nessa parte. Afinal, é preciso garantir a entrega de todos os produtos vendidos. Em contrapartida, é importante garantir que não vai sobrar pilhas e pilhas deles no estoque. Para isso, baseie-se em dados!

Verifique as informações relacionadas às principais datas do ano, como foram as vendas e quais foram os preços praticados. Diante disso, veja qual e o tamanho do desconto que deseja ofertar e estime os resultados comparando com os dados coletados. As chances de erro reduzem e os lucros podem ser bem maiores.

7. Não realizar divulgações

Existe uma frase no marketing que diz o seguinte: “quem não é visto, não é lembrado”. Ou seja, se os seus possíveis clientes não souberem das promoções que você criou com tanto esforço, de nada valerá. As ofertas precisam chegar até eles de alguma forma. Use as redes sociais, coloque banners e pop-ups no site, envie e-mail marketing ou até mesmo faça panfletagem. Mas faça algo!

8. Atender os clientes de qualquer jeito

O atendimento de excelência deve ser uma constante em sua empresa. Não importa se a loja está às moscas ou tão cheia que mal dê para andar dentro dela. O padrão de atendimento deve ser mantido. Assim sendo, prepare sua equipe para aguentar a pressão do aumento no volume de pessoas. Tenha em mente que cada uma delas é um cliente que você está cativando.

9. Não realizar um bom pós-vendas

Esse é um problema que geralmente é pré-existente. Isso quer dizer que a empresa não tem o hábito de dar atenção aos clientes depois que eles efetuam a compra. Com o aumento na quantidade de vendas, a falta de atenção segue a mesma tendência. A questão é que um estudo revelou que 78% das pessoas voltam a comprar na mesma loja depois do Black Friday.

Imagine que sua loja tenha faturado na data 3 vezes mais que nos meses anteriores. Grande parte dessas vendas foram para pessoas que ainda não conheciam o seu negócio. Quase 80% delas pode deixar de fazer uma nova compra se tiverem uma experiência ruim. consegue ver o tamanho da chance desperdiçada?

[Bônus] A Black Friday vale para qualquer varejista

Por fim, vamos dar uma dica bônus, que é mais um lembrete. Alguns empresários pensam que o evento é grande ou distante demais para eles. Outros que apenas as grandes lojas ou quem tem e-commerce consegue sustentar os grandes descontos. Mas isso não é verdade! Muito pelo contrário, se atentando aos erros que listamos neste artigo, qualquer negócio pode aproveitar a data.

Então, se você ainda não planejou a sua Black Friday, corre que ainda dá tempo! Reúna sua equipe, pense nos detalhes, comece a divulgação e prepare-se para o sucesso.

Se achou este conteúdo relevante, pense em quantas pessoas ainda podem ser ajudadas por ele. Então, compartilhe-o em suas redes sociais!