fbpx

Como se reinventar na era do mercado digital?

mercado digital

Como se reinventar na era do mercado digital?


O comportamento de compra das pessoas mudou e isso é fruto do surgimento do mercado digital. Ele pode ser facilmente explicado pelos avanços tecnológicos ocorridos ao longo das últimas décadas.

Para o consumidor, a adaptação é muito mais fácil, basta ter interesse e o acesso às novidades que logo elas se tornam parte do cotidiano. Já para as empresas, as coisa não são tão simples.

Ainda existem burocracias, papeladas e culturas fortemente enraizadas que se instauram como barreiras naturais às mudanças. Por mais vantajosas que elas possam parecer, o medo de arriscar muitas vezes acaba vencendo.

Mas, o primeiro passo para superar essas dificuldades está no conhecimento. Por isso, vamos abordar a forma como esse novo comportamento do consumidor tem sido moldado. Assim, fica mais fácil entender o mercado digital e se adaptar a ele.

A tecnologia avança cada vez mais rápido

Já notou que os principais acontecimentos que estudamos nos livros de história aconteciam, no mínimo, com várias décadas de diferença? A segunda revolução industrial ocorreu cerca de um século depois da primeira, por exemplo.

Hoje em dia, as evoluções ocorrem em um ritmo muito mais acelerado. Os celulares ganham novas versões a cada 6 meses. Os eletrodomésticos ganham novas funções a cada novo modelo. Até mesmo a internet que conhecemos hoje é muito diferente da que tínhamos há cerca de 10 anos atrás.

Diante de tudo isso, as necessidades dos consumidores se moldaram e passaram por transformações. Consequentemente, as exigências também são outras.

O consumidor é o novo dono do poder

Antes do surgimento da rede mundial de computadores as pessoas eram reféns das companhias. Os principais canais de divulgação eram o rádio, a televisão e os jornais impressos. Neles, os donos das empresas determinavam qual era a “verdade” sobre seus produtos ou serviços.

Hoje a história é outra! A jornada de compra mudou. Os clientes têm acesso a todas as informações que precisa nas palmas de suas mãos. Por meio de uma pesquisa simples é possível descobrir muita coisa sobre o produto ou serviço que se está buscando ou até mesmo sobre a empresa.

Um ótimo exemplo do poder adquirido pelos consumidores é o site Reclame Aqui. Cada vez mais pessoas utilizam as informações desse site para tomar suas decisões. Ou seja, os compradores não são mais tão manipuláveis.

Algumas empresas já se adaptaram a essas mudanças

Diante de todas essas transformações, muitas empresas já vêm se adaptando ao mercado digital. Algumas foram pioneiras, se antecipando e arriscando novas formas de fazerem seus negócios. Por outro lado, outras são mais conservadoras e desconfiadas e, com isso, esperam os cenários se firmarem para agir.

Seja de uma forma ou de outra o fato é que a mudança é necessária. Negócios que funcionavam muito bem na década de 1980 já não são mais tão bem sucedidos. Alguns se reinventaram e outros apenas definharam até desaparecerem.

Portanto, é fundamental entender qual é o novo cenário para conseguir se encaixar nele.

Novos modelos de negócios

Até a década de 1990, as videolocadoras eram um grande sucesso. Você encontrava diversas delas espalhadas pela cidade. Hoje em dia, estão praticamente extintas. Os avanços tecnológicos encaminharam o mercado para outros rumos que esse modelo de negócio não comportava.

Naquela época, as pessoas estavam satisfeitas em ir até as locadoras, escolherem dentre os títulos disponíveis e até mesmo levar a fita legendada (por que a dublada já estava locada). As opções que tinham era procurar em outras lojas, principalmente os lançamentos, que eram mais disputados.

Nos dias atuais, os consumidores podem assistir seus filmes e séries onde e quando quiserem. Não correm mais o risco de alguém já ter pegado “a fita”.

A Netflix percebeu essa oportunidade de prestar um serviço melhor e saiu na frente. Com isso, outras empresas vêm adotando essa prática. Principalmente os canais de TV como a HBO e a Globo.

Ou seja, a forma de entregar valor aos cliente mudou.

Novas formas de comunicação

Não dá para falar em mudanças provocadas pelo avanço da tecnologia sem mencionar as redes sociais. Elas dominam o mundo, pois proporcionam diversos benefícios, tanto para usuários quanto para empresas.

Uma pesquisa do Sebrae mostrou que mais de 70% das micro e pequenas empresas usam o WhatsApp para se comunicar com seus clientes. Além disso, boa parte delas fecha vendas por meio do aplicativo.

Mas, não são apenas os meios que mudaram. A forma como as informações são transmitidas também está diferente. De uma forma geral, não existe mais tanta formalidade e o humor e a descontração são mais valorizadas.

Sendo assim, para atrair os possíveis compradores, é preciso saber falar a mesma língua deles. É importante estudar e definir uma persona para direcionar corretamente toda a comunicação.

Novo foco

Na forma antiga de se relacionar com o público, o foco da empresa estava em seu produto ou serviço. Entretanto, atualmente, o foco é outro. Por isso, é preciso direcionar as ações para as necessidades das pessoas que se deseja atingir. É preciso mostrar e entregar valor a elas.

Nesse sentido, a diferenciação de mercado deixou de ser baseada no preço. As pessoas pagam a quantia que acharem justo. Para algumas, inclusive, se o preço for baixo, pode ser sinal de falta de qualidade.

Sendo assim, seu produto ou serviço precisa resolver um problema do seu cliente. E, ao anunciá-lo, você precisa fazer com que ele perceba isso.

Voltando ao exemplo da Netflix, as pessoas queriam assistir filmes e seriados. As locadoras entregavam isso, mas a Netflix adicionou valor ao permitir que elas fizessem isso com mais liberdade, autonomia e conforto.

A sua empresa também pode se adaptar ao mercado digital

Depois de ler até aqui, você deve estar se perguntando: mas como faço para encaixar o meu negócio nesse novo mercado digital? A resposta é simples: tendo empatia.

Portanto, o primeiro passo é se colocar no lugar do seu público. Pense em seus anseios, seus problemas. Muitas vezes, existem detalhes tão pequenos que quase passam despercebidos. Mas, uma vez que você oferece uma solução para eles, você conquista o coração dos seus clientes.

Por isso, não se limite ao básico. Ganhe seus consumidores na atenção aos pequenos pontos. Que seja um brinde que complemente o produto ou a resolução de um problema que esteja um pouco além do seu escopo. O importante é garantir a satisfação do seu cliente.

Como vimos, o mercado digital apresenta desafios, mas também fornece muitas possibilidades. A forma como você lida com ele pode determinar o sucesso do seu negócio. Entretanto, é necessário agir! Então, comece desde já a pensar sobre formas diferenciadas de produzir, entregar e divulgar seus produtos e serviços.

Se você quer melhorar seus resultados e aprender mais sobre esse universo digital, inscreva-se na nossa newsletter e receba conteúdos de qualidade, pensados para você!